19.11.09

Campeonatos de Yoga?...

O Yoga, como todas as coisas - mesmo aquelas que os homens teimam, em vão, amarrar a dogmas -, também é algo dinâmico. Daí, por exemplo, a profusão de novas modalidades associadas ou originárias, desde o Yoga do Riso ao Baby Yoga, passando pelas inúmeras escolas de Yoga, que vão surgindo, cada uma com a sua metodologia própria e objectivo específico, ainda que bebendo da mesma fonte e assumindo a mesma essência ética e filosófica.

E há, naturalmente, os que bebem directamente de fontes mais antigas, procurando manter-se fiéis a formas mais primordiais da disciplina, mantendo antigas fórmulas inalteradas. Estes últimos serão os mais "puristas".

Esta natureza em mudança não terá, no entanto, os seus limites? Os puristas dirão certamente que sim. E ficam escandalizados com certas abordagens menos ortodoxas à disciplina.

Para variar, a última tendência polémica vem dos Estados Unidos, sociedade das novas tendências por excelência, país da criatividade e do engenho à rédea solta. Demasiado solta, dirão alguns yogis depois de ler esta excelente reportagem do New York Times, acerca do crescimento da tendência competitiva do Yoga, com campeonatos e disputas por lugares num pódium. Algo que os tradicionalistas afirmam subverter por completo o verdadeiro espírito do yoga. Bem ou mal, é uma realidade que se implanta e um debate que se abre e que não tardará a alastrar à comunidade yogi global.

O artigo intitula-se "Is the Spirit of Competition in the Soul of Yoga?" e merece leitura atenta:

«THE competitors stood nervously on stage, awaiting the judges’ decisions. As each name was called the crowd cheered, and the winner stepped forward to claim a prize, bowing his or her head to accept a medal.

“Wow, that was a miracle,” said Kyoko Katsura, the winner in the women’s division of the New York Regional Yoga Championship.

Yoga championship?

Yoga enthusiasts like to talk about the many benefits of their practice — good health, inner peace, killer abs — but seldom do they brag about the thrill of victory. Yoga as a competitive sport has been almost unknown in this country, largely because the practice is seen as a spiritual quest rather than an exclusively physical exercise like gymnastics.

But now Rajashree Choudhury and her husband, Bikram Choudhury, who created the style of yoga known as Bikram, are trying to build momentum for competitive yoga in the United States. Mrs. Choudhury has set up two nonprofit organizations, the United States Yoga Federation and the World Yoga Foundation, and she has been staging competitions for the last seven years. This fall and winter, regional championships are being held in several states, and the winners will advance to a national championship in Los Angeles in February. (...)»


Continua em The New York Times

1 comentário:

anareis disse...

Estou fazendo uma Campanha de Natal para crianças necessitadas da minha comunidade carente,são crianças que não tem nada no Natal,as doações serão destinadas a compra de cestas básicas-roupas-calçados e brinquedos. Se cada um de nós doar-mos um pouquinho DEUS multiplicará em muitas crianças felizes. Se voce quiser ajudar é fácil,basta depositar qualquer quantia no Banco do Brasil agencia 3082-1 conta 9.799-3 Voce verá como doar faz bem a Alma,obrigado. meu email asilvareis10@gmail.com