2.12.09

A importância do Yoga no mundo moderno

«A educação da grande maior parte dos jovens está a ser baseada na competição e na ideia errada de que têm que ser os melhores. Tanto no seio familiar como nos meios escolares se observa a falha grave e profunda na educação, e a prova disso é o estado social de todo o nosso planeta!

As sociedades actuais são extremamente competitivas. A competição gera pressão e medo, a pressão de ser o primeiro ou o melhor e o medo de não o conseguir ser.

Educar um ser humano é um processo delicado e de imensa responsabilidade. A educação poderá ser benéfica e produzir seres humanos bons, justos e felizes, ou poderá ser desastrosa e produzir seres humanos errantes e propagadores de infelicidade. O que queremos nós afinal? Um planeta de paz e justiça, ou um planeta de miséria e infelicidade?

Temos que analisar profundamente esta questão no nosso interior, pois ela está na base de todas as nossas acções. Diz a tradição que a melhor forma de educar é dar o exemplo. Se quero o bem e observo em mim esse desejo ardente, então as minhas acções deverão reflectir esse desejo. O pensamento a palavra e a acção deverão ser como uma linha recta e firme, deveriam ser coerentes entre si. Facto é que a maior parte seres humanos, jovens, adultos e idosos vivem divididos interiormente, logo vivem infelizes. Esta divisão vem da falta de coerência entre o que pensam, o que dizem e o que fazem, sendo perfeitamente compreensível e aceitável o comportamento estranho, violento e triste de tantos seres humanos por esse mundo fora. Os seres humanos precisam de orientação e de educação justa e verdadeira para serem felizes e completos, e se o forem as suas acções serão nobres, inspiradoras e repletas de amor.(...)»


Texto de Paulo Vieira continua em Yoga Vaidika

Sem comentários: